quarta-feira, 16 de novembro de 2016

#232 - Obrigado!

Neste fim de semana resolvi doar um guarda-roupas usado, que já não me servia mais por ter tido o gaveteiro estragado e recebi muitos pedidos e várias histórias e justificativas que eram de machucar o coração. E com todo respeito que as pessoas merecem, respondi a cada comentário enviado para mim informando sobre a análise que iria fazer, de cada situação, para então entregar o móvel. Passado essa etapa, notifiquei a pessoa que iria receber a doação e voltei a responder a todos com um agradecimento e informando o resultado da análise.
Para minha surpresa, a grande maioria não só elogiou pelo meu ato de doação como "agradeceu" por eu ter respondido a elas. Então fiquei pensando como estão as pessoas nos dias atuais, como elas agem com as outras e o que a falta de respeito e  consideração tem trazido à população, principalmente os mais carentes. 
Se por um lado fiquei feliz com a consideração e carinho das pessoas por outro fiquei triste em perceber o quão as pessoas maltratam e são maltratadas, mantendo um círculo vicioso de ingratidão, sem noção do dano que isso causa à sociedade como um todo.
Não fiz nada mais do que a obrigação de informar TODAS as pessoas do que estava havendo. Apesar de eu saber o que é falta de respeito e consideração, vindo dos outros, nem por isso sigo o mau exemplo dos outros.
¿Beijos!

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

#231 - Amar é...

O que começou como uma brincadeira entre namorados, virou febre em todo o mundo e símbolo de que o amor transcende o tempo, a idade e qualquer limite. E essa brincadeira foi ao conhecimento do público em 1972, quando o namorado da cartunista (Kim Casali) e futuro marido, Roberto Casali, resolveu mostrar para um jornal norte-americano que resolveu publicá-lo em suas páginas. Mas não parou por ai, no Brasil também foi publicado pelo jornal O Globo e virou álbum de figurinhas, tendo seu relançamento de época em época. Eu também fui fã dos cartuns e por duas vezes tive em minhas mãos o álbum de figurinhas. E para minha surpresa, estamos em 2015 e o álbum foi relançado para delírio dos eternos amantes.
E como eu não poderia ficar de fora, fui em busca do álbum, haja vista que eu sou a prova viva de que é possível se apaixonar pela mesma pessoa todos os dias, para sempre. E assim eu sou... um eterno apaixonado por ele há alguns anos e hei de provar que meu amor jamais morreu, apesar de todas as interferências que tivemos. Ainda hei de dizer-lhe de joelhos, mais uma vez, que minha vida pertence a ele e que sua ausência é o meu maior sofrimento, que ele é a pessoa mais maravilhosa do mundo, que me completa e me faz feliz com seu sorriso bobo e suas brincadeiras inocentes mas que são feitas para mim. Ainda hei de provar-lhe que sou capaz de fazê-lo feliz como nenhuma outra pessoa o fez e que nossa companhia é insubstituível.
Ainda vamos mostrar ao mundo um casal exemplar, amigo, honesto, companheiro, fiel e acima de tudo, inseparável.
Mas estou sempre a me perguntar: será que todos os casais realmente sabem o que é amar?
¿Beijos!

sábado, 16 de abril de 2016

#230 - Palavras ao Vento

Palavras são palavras...
Porém, as palavras têm um poder além do que muita gente imagina.
Desde que o mundo é mundo as palavras têm regido a humanidade, desde a época da forma primitiva (nas pedras) até os dias de hoje, com os atuais bits e bytes da informática.
E tem sido através das palavras, que o homem domina o próximo, individualmente ou em e até mesmo a humanidade. As Leis estão aí, escritas em todas as partes, seja nas escrituras sagradas ou na Constituição e seus adendos, Aliás, são as palavras (ou a ausência delas) que constroem ou destroem inúmeros relacionamentos.
E foram as palavras que trouxeram-me uma alegria há muito tempo esquecida, pela boca mais linda já visto em toda a minha vida, por uma pessoa que reluz um brilho tão leve que me trouxe a alegria de viver novamente e intensamente. Lindas foram suas palavras a mim direcionadas, frases sinceras e numa tonalidade que só quem ama poderia reconhecer como um sentimento sincero e puro. Palavras que se transformaram em sonhos, planos e uma vontade imensa de viver um ao lado do outro. Palavras que me conquistaram de tal maneira, que foi inevitável não amá-lo de maneira incondicional, numa intensidade jamais experimentada antes.
Mas foram outras palavras que fizeram com que ele se afastasse de mim e deixasse-me no limbo, levando contigo parte de minha alegria e vontade de viver. Palavras de uma pessoa má, sem sentimentos nobres, com ódio, rancor e toda sorte de preconceito. E essas palavras fizeram com que ele deixasse-me ausente de suas palavras, de sua presença, de seu carinho e de seu amor. Sonhos jogados no lixo, luz apagada, sentimento destruído.
E nessa guerra de palavras, surgem palavras de esperança, de fé e de que o sol voltará a brilhar no meu jardim. A ausência de suas palavras, escritas ou faladas trouxe a treva,
Apesar das palavras de conforto e esperança por dias melhores, esses meses de ausência de suas palavras tornaram-se verdadeiro martírio para mim. Se choro todos os dias sua ausência, as horas se arrastam e todo esse tempo transformou-se em tortura na minha alma. Não nego que espero ansiosamente pelo retorno de suas doces palavras, escritas e faladas, ouvir sua voz, ver o seu rosto, sentir o seu corpo, sentir o seu cheiro e ter para sempre você ao meu lado, para que juntos, possamos construir uma história com lindas palavras.
¿Beijos!