sábado, 14 de novembro de 2009

#158 - Ser gay é...

Acordei pensando sobre o que a bandeira com as cores do arco-íris tem a ver com a "opção" de ser gay. Até o ponto que eu saiba, apesar do arco-íris ser um fenômeno lindo da natureza é um conjunto de cores em seqüência, que vão do vermelho ao violeta, passando pelo laranja, amarelo, verde, azul e índigo (ou anil). As cores em si, também muito usado na cromoterapia, tem propriedades tais quais: o vermelho tem propriedade estimulante no organismo, o azul acalma, o amarelo provoca sensações de alegria, e o verde é repousante. Esses efeitos são mais ou menos intensos, dependendo da tonalidade usada.
Quanto ao termo "gay", esta é uma palavra originada do latim "gaiu", e sua tradução remete a alegria, jovialidade. Alegria essa que vemos nas boites, festas e nas tão famosas passeatas.
No entanto, a realidade de um homossexual é muito diferente ao que propõem. Na verdade, muitos até se fazem de eternos felizes e na verdade muitos são tão infelizes que até preferem não ter amigos para não mostrarem a verdadeira realidade na qual vivem. A maioria pensa em viver o presente e não param sequer para pensar no que está para vir no amanhã. Dessa forma, vivem infelizes, em busca do sexo rápido e fácil, de corpos sarados e lindos. Não quero aqui questionar o gosto das pessoas, mas sim o que elas querem de fato: o esteriótipo ao relacionamento sério e duradouro. Aos poucos casais de amigos/ conhecidos que eu já ouvi falar, desejo que seus relacionamentos sejam exemplos para quem deseja de fato ter um futuro tranqüilo e feliz, pois 20 anos não duram por muito tempo.
¿Beijos!

2 comentários:

André Silva disse...

Olá! Texto curto que disse muitas verdades, realmente os gays em geral não pensam no futuro e sim no presente, cheio de noitadas e sexo de preferência. O tempo passa bem rápido e quando menos se espera a fase considerada "boa" da vida já passou. abraços e boa semana.

Bertonie disse...

Verdade.
Ser gay hoje remete a uma vida de promiscuidades em meio aos corpos enxutos e sarados sedentos por sexo.
É triste essa imagem que eles próprios construíram, sei lá '-'