sábado, 7 de novembro de 2009

#157 - Entre linhas...

Quer me tirar do sério é conversar comigo com metáforas ou com indiretas. Está certo que não sou nenhum lesado, mas esse tipo de diálogo dá margem à muitas interpretações e confesso que as pessoas não têm dado bons motivos para pensarmos em coisas boas.
É muito comum esse tipo de atitude, quando alguém não sabe ou não quer dar uma notícia considerada desagradável para a outra pessoa e em geral esse tipo de situação acontece nos relacionamentos, quando estão por acabar ou por algum motivo já acabou mas não foi oficializado. Oras! É preferível explanar o que está havendo a fazer charadas para que o outro decifre. Além do mais, cabe ao receptor da mensagem julgar a notícia de acordo com sua conveniência, se é boa ou ruim, ele é quem vai saber e não quem vai informar. Pois a partir do momento em que algo a ser dito é feito nas "entrelinhas", o receptor demora a receber a notícia real e passa a julgá-la com inúmeras possibilidades e com isso cai no "achismo", sem a certeza do fato em si.
Prefiro ser direto em minhas colocações a "enfeitar o pavão" ou fazer charadas para informar algo para alguém. quando tenho uma notícia ruim para dar, por pior que seja ela. Prefiro dormir com minha consciência tranqüila do dever cumprido a deixar a pessoa com dúvidas. Não há o que mudar o que já aconteceu.
¿Beijos!

3 comentários:

André Silva disse...

Olá.... cara concordo com você, acho que com a idade(verdade estou envelhecendo e amadurecendo, isso é fato) deixei de enfeitar o pavão com medo da reação alheia e comecei a ser mais direto no que eu queria falar e hoje não vejo com bons olhos enfeitadores de pavão. No fim magoam mais do que os diretos. abraços e boa semana

Raquel El-Bachá disse...

Vc está certíssimo. Melhor dizer a verdade logo, sem enfeitar. Quando era mais nova me satisfazia com esses enfeites, mas hoje prefiro a verdade nua e crua, por mais que seja dolorido escutá-la.
Beijos.

Dean Barret disse...

Cara,

o problema é que as pessoas hoje em dia são muito falsas... preferem vendar os próprios olhos e não enxergar a realidade... é uma grande pena, porque sinceramente eu acho que se você franco, sem o objetivo de ser cruel, tudo pode se resolver mais rápido... até mesmo a sua raiva, o seu rancor e todo e qualquer desentendimento... Claro que o receptor pode não gostar do que vai ouvir, mas pelo menos estará a par da verdade para decidir como lidar com aquilo e quem sabe chegar a um consenso comum?

Abraços Lendários.
Dean.