domingo, 26 de agosto de 2007

#80 - O que é, o que é?

Há pouco tempo entrei para o Yahoo! Respostas, aonde percebi ser um sistema de troca de conhecimentos gerais e específicos bastante interessante.
Para minha surpresa, com uma semana de consultas a perguntas e dando minhas opiniões, deparei-me com uma "guerra" religiosa assustadora. O que há de evangélicos que criticam outras pessoas e religiões é coisa fora do comum e por mais que você mostre outros exemplos de pessoas que fizeram a diferença e mostraram o quanto foram bondosos para com a humanidade, estes o consideram como falsos, interesseiros e trabalhadores do diabo.
É incrível como a fé cega dessas pessoas a tornam tão ignorantes, intolerantes e arrogantes, ao ponto de recusar qualquer que seja a sujestão da bondade alheia. Dizem que só Jesus foi bom e que ninguém mais o é, exceto eles.
Quem leu e conheceu um pouco sobre a vida de Madre Tereza de Calcutá e Francisco Cândido Xavier (entre tantas outras personalidades de religiões distintas mas com um propósito em comum), saberá que todos se prestaram para pregar o amor ao próximo e bondade acima de tudo.
* Sobre Madre Tereza de Calcutá...
Uma certa vez, ela estava a convite de autoridade de algum país e foi hospedada em um hotel 5 estrelas.
Certo momento ela saiu do hotel para andar pelas ruas em volta e ao deparar-se com uma família de mendigos, os levou até a suíte aonde estava hospedada.
Quando a mesma foi "repreendida" de que eles não poderiam ficar no hotel, a mesma disse: -"mas eles são tão filhos de Deus quanto eu ou você. E se fui convidada, eles são meus convidados. Traga-lhes comida".
E assim foi até o dia em que ela partiu.
* Sobre Chico Xavier
Também foi um homem incrível e ainda assim, disse ter feito pouco na vida terrena.
Certa vez em uma entrevista ele foi indagado sobre a questão da ofensa.
E ele respondeu: "fico muito magoando com as pessoas que me ofendem, mas ficaria mais magoado se fosse eu o ofensor".
Não sou perfeito e estou muito longe de tornar-me tal e evito de fazer qualquer julgamento. No entanto, partindo do princípio que ponto de vista é o mesmo que julgamento, então estou julgando e sou obrigado a ouvir e ler que essas pessoas são falsas por não serem evangélicos.
Faça-me o favor.
Eis a pergunta do Yahoo! Respostas que foi feita e o resultado:

Y!R- Se Jesus disse "não julgais para não ser julgado" e "amai um aos outros como a ti mesmo", por que os evangélicos e até mesmo católicos não sequem essa máxima e se julgam superiores às outras pessoas?
Ninguém é tão perfeito assim e nem eu me atrevo a tal.
Madre Teresa de Calcutá e Francisco Cândido Xavier eram de religiões diferentes. Por que não os utilizam, também, como ícone de boa vontade e amor?
R 2.: Os ateus, espiritas e católicos são seguidores de satanas!

Espero que essa "guerra santa" um dia acabe e que possamos viver em paz, sem violência, ganância ou egocentrismo.
¿Paz!

10 comentários:

Samara Angel disse...

oie adorei seu texto e concordo com vc,religião nao existe,Jesus não deixou placa de igreja ,sómente o amor acima de tudo e ainda disse que quem nao ama seu próximo nao conhece a Deus,mas vim dividir com vc minha alegria ,ganhei a pagina no site do alma guerreira e to muito feliz ,gostaria que todos que votaram no meu blog fossem visitar essa pagina eu ameii,brigaduuuuuuuu por tudo e por existir na minha caminhada,o link está no perfil do meu blog te espero la, bjssssssss

Chris Chuchu disse...

Nem te conto!! Tenho uma migo evang�lico bem desse tipo. Parece que fizeram um ritual com lavagem cerebral no guri... cada coisa que, se eu te contar, tu cai durinho! Inacredit�vel como eles v�em as coisas... as vezes tenho vontade dar um soco nele.. ��
Madre tereza foi um anjo que passou por aqui...
Beijocas!

Clébio disse...

Muito legal esse post. Existem pessoas boas e más em todas as religiões. O problema dos evangélicos é achar que são os únicos escolhidos por Deus para ir ao reino dos céus. Já ouvi tantas coisas escabrosas desse pessoal... Por outro lado tenho um casal de amigos que se converteram e mudaram em muitas coisas, mas continuam tendo um carinho e amizade muito grande pelos amigos que continuam na vida louca. Isso é dificil e até os elogiei por isso. A gente tem que buscar nossa fé, mas sem fanatismos e sabendo discernir o certo e errado por nós mesmos.
Abçs!

hotspot_fortaleza disse...

ADOREI O TEXTO

*´¨)
¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
(¸.·´ (¸.·` (¸.·` ¤.¤ HOTSPOT FORTALEZA ¤.¤
http://hotspotfortaleza.blogspot.com/

Lu disse...

tenho até medo desse fanatismo!e já desisti de tentar convencer alguem do contrario..acho que essa ignorancia também faz parte do processo de evolução delas...
bjo grande em ti!

RICARDO D. SANTOS disse...

Fala Willian, td bem!? Rapaz, adorei seu novo Blogspot, e realmente vale a pena fazer uma "simplificação virtual" para facilitar nossas vidas, nao acha? rs...

Sobre o post, tb nao sou favorável a maneira de agir da maioria dos evangélicos (nao digo todos, pq conheço uns que respeitam as opiniões alheias), e eu como nunca fui adepto a seguir fervorosamente alguma religião, tenho minha própria opinião a respeito disso, e devo satisfações unicamente a Deus e deixo que as pessoas vivam da maneira que lhe derem vontade sem me intrometer, contanto que também nao se intrometam na minha, rs... mas enfim, é isso aí, o que falta na humanidade é o AMOR, para que todos possam viver felizes... abração!

RICARDO D. SANTOS disse...

E sobre seu comentário no post sobre o PAN, até concordo com vc e confesso que eu deveria me valorizar mais pra ser valorizado, mas a respeito do PAN, não é a questão de tocar em um assunto negativo, mas frisar as consequencias que podem trazer para que assim possamos fazer algo, ou vc acha justo que nossos governantes gastem bilhões a troco de nada? Qual foi a vantagem que o PAN lhe trouxe meu caro Willian? Enquanto se constroi estádios, nossa cidade vem se acabando a cada dia, mas vc acredita que devemos pensar positivos, pois bem, vc ainda poe esperança em nossa política? Enfim, mas em todo, concordo na parte do amor, em que eu devo me valorizar mais, qto a isso, agradeço pelo conselho, vlw... abração!

Lílian Rose Black disse...

Saudações! Então, eu mesma já conheço esse sistema q é bem legal, inclusive me ajuda qdo preciso fazer pesquisas às vezes. o bom é q é um espaço aberto, pelas baixarias q vejo s/ moderação p/ t sensurar, e cada um pode falar o q pensa (OK, mesmo q seja bosta, + tem q saber peneirar o q presta). realmente lá a Jihad é horrível, eu fui pesquisar sobre homossexuais e ouvi cada uma...! vc nem imagina! há pessoas maravilhosas d todas as religiões, e gente preconceituosa em tdas elas tbm. e chamar tdas as pessoas d uma mesma religião d algo já é uma generalização preconceituosa, já chamar d "seguidores de satanas" é o fim. eu fico lembrando do profº Fernando, q achava "legítimo" dizerem isso d mim na escola, q era nisso q eles acreditavam e etc. um abraço! ninguém tem o direito d achar isso d ninguém não!!! + nós duas teremos q esperar sentadas essa paz chegar, pq pelo visto será só num futuro distante =/ eu adoro ficar observando as sacadas das propagandas tbm. às vezes têm uns detalhes malucos, c/ aquela do Criança Esperança desse ano q, já q estamos falando d religião, a mulher da propaganda usava um crucifixo. até parece q ele estava lá por um acaso ¬¬ e na globo qdo passa propaganda d jogo d futebol sempre tem uma leve tendência a falar + do time q tem maior número d torcedores. e por aí vai. é legal, esperto, + num certo sentido desonesto, ñ acha? eu ñ fico invejando o q os outros têm tbm, taí um defeito q eu ñ tenho, apesar d ter outros 587681792879. ufa! e sou uma "pobre" feliz =) bjos

Aninha disse...

É, Will, a intolerância é algo triste, ainda mais a intolerância religiosa. Muitos acreditam que aqueles que têm crenças distinta da sua, crêem de forma equivocada. O mais estranho é se dizerem cristão...
Abração.
Ótima semana!

Alberto Pereira Jr. disse...

a intolerância seja ela religiosa, sexual, racial. social ou de qualquer outro tipo é deprimente em si mesma. Aceitar as diferenças e não fazer delas deméritos do outro é um desafio que a humanidade tem que superar.