sábado, 21 de março de 2009

#128 - Sobre amizades...

Há algum tempo atrás (quando tinha paciência de ler tudo quanto era e-mail que recebia), li algo sobre amizades. Este dizia que algumas de nossas amizades duravam o tempo necessário para o nosso aprendizado. Outros textos ressaltavam que a amizade era como um trem e que em cada estação algumas permaneciam, outras embarcavam, e tinham as que desembarcavam, oras dando adeus ora sem olhar para trás. De todas as amizades que tenho até hoje, sem querer desmerecer nenhuma delas, posso afirmar que foram ou são muito boas. No entanto, nenhum dos meus amigos ou amigas, são 100% ideais... nem eu sou tão ideal assim.
O que comento aqui é que as amizades estão ficando cada vez mais superficiais e eu cada vez menos paciente. Já perdi as contas e o número de pesssoas que exclui do MSN, Orkut e até mesmo no blog. No início, as amizades feitas por intermédio do blog eram ótimas. As pessoas, mesmo que virtualmente, eram todas maravilhosas (sem excessão) e até tive como meta, conhecer todos os meus "amigos virtuais". Salvo pouquíssimas pessoas, surpreendi-me com algumas amizades que mostraram-se tão existentes quanto a Cuca ou Saci Pererê. Virtual ou real, as pessoas são iguais, com defeitos e qualidades como qualquer um.
Felizmente, a única coisa que perdi foi nada. Aprendi muito com toda essa superficialidade e hoje não tenho a preocupação de tentar agradar "x" ou "y", pois poucos ou ninguém tem a mesma preocupação comigo e assim continuo vivendo. Lembro-me que passei muito tempo da minha vida só e a única coisa que me resta aprender é divertir-me sozinho.
¿Abraços!

5 comentários:

ALV disse...

Mande notícias do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço, venha me apertar
Tô chegando
Coisa que gosto é poder partir
Sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar
Quando quero

Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim, chegar e partir

São só dois lados
Da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem da partida
A hora do encontro
É também de despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar
É a vida desse meu lugar
É a vida

*Lusinha* disse...

Eu concordo que esse texto citado por você: tem gente que passa na nossa vida somente por um período de tempo, mas acho que elas têm sua importância.
É clichê, mas acredito naquela frase que diz que cada pessoa que passa na nossa vida deixa um pouco de si e leva um pouco da gente com elas também.
Bjitos!

Aninha disse...

É, Sr. Controversy... Eu já sofri muito pela relativa perda de amizades em que as pessoas mudaram tanto que eu não as reconhecia mais. Assim, muda a amizade - ou deixa de existir. Mas a conclusão que cheguei é que se as pessoas mudam, as amizades se transformam com as pessoas ou dificilmente duram... Abraço!

Fernanda disse...

Olá Controversy!

Ótimo post. Falar de amizade é algo sempre interessante.

Confesso que já me decepcionei com alguns amigos que considerava muito. Hoje, pondero as relações. Coloco-os em dois compartimentos: compartimendo dos colegas e compartimento dos amigos.

Amigos mesmo, são pouquíssimos. Dá pra contar nos dedos de uma mão.

Bom, é isso.

Beijos !

Dani Cotrim disse...

Acho que é a primeira vez que comento aqui.. Fazer o que né? Sempre é tempo..

Li este post sobre amizade e concordo com vc em todos os aspectos.. Quando passei por um momento realmente difícil da minha vida, pude me dar conta que nessa vida nós estamos realmente sós.. Só temos a nós mesmos e temos que aprender a conviver com isso! No final das contas, todas as pessoas vem e vão em nossas vidas.. e só resta o nosso eu.. Temos que cuidar bem dele e apender, como vc disse, a nos divertirmos sozinhos!!

Beijão, Dani.