quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

#161 - Não me interessa.

Li há um tempo atrás, no Blog do André Hottër, sobre um péssimo hábito de algumas pessoas, que é o de falar alto em público, com outro interlocutor. Não é raro estar em um ônibus comum ou especial, metrô ou outro meio de transporte coletivo, além de lugares públicos. Será que essas pessoas não se preocupam com o fato de estarem expondo suas particularidades em público?
Além desse detalhe, há o agravante no que diz respeito à viajem dos demais passageiros e ao silêncio que deveria haver dentro do coletivo, durante o trajeto. O mesmo ocorre com os indivíduos que gostam de levar aqueles rádios portáteis, de bolso, aonde põem o futebol para todos ouvirem ou músicas no mínimo "agitadas" (para não dizer desagradáveis) incomodando assim os demais passageiros e que, venhamos e convenhamos, não condiz com o ambiente em questão.
Tenho um amigo que fala muito alto, naturalmente, e sempre peço a ele que cochiche ao invés de falar. As vezes me pergunto como deve ser esse cara gozando, já que fala tão alto.
Gosto de uma boa conversa e também música agitada, porém não estou surdo para conversas em altos brados. Portanto, se vier conversar comigo, verifique antes seus decibéis.
¿Abraços!

2 comentários:

André Silva disse...

Grande.. eu tbm odeio esses tipos de comportamentos, ok as eu próprio falo alto, mas o celular alto e o rádio no fundo do ônibus me deixa irritadíssimo... abraços grande, e feliz natal.

Rafael disse...

eaehaehae

sabe, aqui em curitiba
todo mundo fala super alto ao telefone, é bem engraçado, do outro lado da rua da pra ouvir hahah