segunda-feira, 28 de setembro de 2015

#226 - Cadê meu Fusca Azul?


Diz a lenda que tudo começou em 1920 quando Henry Ford ficou bravo após observar, junto ao seu staff, que a cor de um novo lote de carros não era o tradicional preto. Seu funcionário, responsável pela pintura, havia errado na mão de tinta e exagerando no ciano, o que deixou os veículos azuis escuro. 

Dentre as muitas conquistas de Henry Ford está a de ser o criador da montagem em série, o que permitiu a produção de um maior número de carros em menos tempo. Mesmo com toda essa superprodução, todos os carros, ou melhor, a maioria deles, era feita na cor preta. E a situação monocromática tinha um motivo: as televisões ainda não transmitiam cores. Então, qual era o sentido de fazer carros coloridos se justamente a cor não poderia ser vista na tela da TV? Melhor fazê-los pretos.
Ford, ao ver tamanha aberração, ficou extremamente irritado, a ponto de desferir um soco no funcionário que cometeu o erro. 
Para Ford “que tipo de pessoa ia querer um carro azul?”, ou seja, a cor errada era um problema tão grande que os carros ficaram restritos a circulação interna na fábrica. A partir daí, a história se espalhou e os funcionários começaram a imitar o patrão; Toda vez que viam os tais Fords Azuis circulando pela linha de produção, gritavam seu nome e desferiam aquele tapa no primeiro desavisado que aparecia na frente.
Dizem que a Volkswagen se apropriou do “Ford Azul” e no lançamento de uma nova linha de Fuscas divulgou a brincadeira da forma que conhecemos hoje!
Versão a La ¿Controversy!
Após alguns encontros e a certeza de uma paixão jamais sentida outrora, eis que ele surge com a brincadeira num dia, e no outro e no outro etc. Agora sua ausência se faz presente, o coração sangra e alma sente.
¿Beijos!

Um comentário:

Rodrigo Baracho disse...

Ixi anos que não vejo um fusca e anos que não entrava nos blogs, ;D Bjss