domingo, 7 de junho de 2009

#134 - O valor da qualidade.

Antes mesmo de estudar o curso de Administração de Empresas, sempre tive consciência do valor das coisas. Nunca fui fã de nada barato demais, pois, salvo um motivo muito plausível, ou o produto não tinha qualidade alguma ou era roubado. Em cima dessa concepção é que sempre priorizei minhas aquisições levando em consideração a qualidade. Sempre comprei cd's musicais, de jogos e softwares originais, assim como os dvd's e eletro-eletrônicos de marcas conceituadas, além de artigos de informática e outros bens materiais.
Conversando com um amigo sobre a aquisição de um MP3 Player, fizemos uma busca em um site de comparação de preços e encontramos aparelhos com 1GB de capacidade em torno de R$ 50,00 (o que ele achou ótimo). No entanto, comentei sobre a aquisição do iPod Touch ou iPhone, da Apple e foi aí que começou a discussão. Pagar mais de R$ 1.000,00 por um aparelho de 8GB é burrice, na concepção dele, não importando que o aparelho tenha de tecnologia, acessórios e componentes de qualidade.
Não sei se por falta de conhecimento ou ignorância, mas o fato é quel ele deixa de lado algumas marcas que prezam pela alta qualidade e busca produtos de outras marcas (por vezes desconhecidas) com preços sempre tão inferiores quanto a qualidade dos mesmos, sem importar-se sequer com sua origem e durabilidade.
Será que vale a pena?
¿Abraços!

7 comentários:

RICARDO D. SANTOS disse...

Meu caro amigo Willian, creio que não seja puramente ignorância da pessoa, e sim, poupar o bolso, rsrs... Pois veja que muitos não tem condições financeiras de pagar alto valor por um aparelhinho (mesmo de qualidade) que custa o mesmo valor que um eletrodoméstico mais útil, na verdade, se estas estivessem em condiçoes boas, com certeza optariam por algo melhor de qualidade. Há também de se manter atento que nem tudo que é caro é de qualidade, mas reconheço que tudo que tem boa qualidade, costuma ser caro (meio controverso essa afirmativa né? rsrs)... Abração!

Pri disse...

Anh.. eu sou como esse seu amigo, sempre prefiro coisas mais baratas e acabo me ferrando.
Não vale a pena mesmo não.
Tô tentando mudar, mas tá difícil, hehehe.. ainda mais pq é época de vacas magras esqueléticas.
Bjs, estou com saudades de vc, viu???

acoeurouvert disse...

Respondendo: a princípio, pururuca é o mesmo que torresmo. Mas também pode ser um salgadinho tipo Baconzitos, só que caseiro. Na rodoviária do Tietê tem um quiosque que vende vários desses salgadinhos. Eu lembro que eu estava tão sem noção naquele dia, que comprei um pacote enorme, vim comendo e ainda sobrou muito depois que eu cheguei em casa.

Abração.

Fernanda disse...

Olá!!

Bom, existem algumas coisas que eu opto pelo preço. Se a qualidade for, ao menos, parecida, não exito em comprar o mais barato.

Agora tem coisas genéricas que eu não compro de jeito nenhum. TÊnis é um exemplo. Sempre opto pelos de marcas conhecidas porque sei que eles não vão me causar nenhum mal. Prefiro pagar caro pela qualidade do que me prejudicar lá na frente.

No caso do MP3, eu estou com você: sou mais ter um IPOD do que um genérico qualquer. Tô tentando comprar um, mas ainda não deu! hehe.

Beijos! Bom feriado! ;)

Dri Viaro disse...

Passando pra conhecer o blog, e desejar um otimo feriado
bjssss

aguardo sua visita :D

*Lusinha* disse...

Pra mim é todo um conjunto de fatores. Tanto de qualidade, quanto preço, então acho que depende do produto e da minha vontade de tê-lo para determinar quanto eu pagaria por ele.
Bjitos!

Milkshake disse...

vou testar a qualidade das companhias aéreas, atendimento ao cliente, serviço de bordo, preços...